Desaparecidos

ajude a encontrar estas pessoas

terça-feira, 12 de março de 2013

Perdeu a sessão? Confira o que aconteceu na noite desta terça-feira (12)


Jaeslon Monteiro e Diego Henrique
Na noite desta terça-feira (12), foi realizada a sessão ordinária em caráter de urgência para a votação do projeto de lei referente ao convênio da prefeitura do município de Pilõezinhos com a Comunidade Talita, em Guarabira.
Na ocasião, o presidente Diego Henrique explicou ao povo que o projeto de lei não seria posto em votação, devido à informação repassada pelo líder da situação afirmando que o Padre Luis estaria conversando com o prefeito Nado Mendes para um possível acordo.

Entenda o Projeto de Lei
No dia 26/03 de março, foi enviada a casa José Alves de Melo o projeto de lei que firma convênio com a Talita. No dia 28/03 o presidente colocou o projeto para as comissões avaliar e dá o parecer da votação. No dia 07/03 seria avaliado o projeto com a presença do Monsenhor Luiz, que usou tribuna e disse que o projeto estava modificado e não iria aceitar.
Segundo Diego, a Câmara Municipal não têm autonomia de modificar projetos financeiros do executivo. Com uma conversa com os vereadores da (situação e oposição), ficou concordado para o projeto ser enviado de volta ao poder executivo para as modificações que o Padre deseja.
“O projeto de lei, será posto em votação na próxima sessão com as modificações concretas”. Afirmou Diego
Projeto de lei
O vereador Jaelson Monteiro através de um requerimento solicitou do poder executivo os reajustes dos professores. E nesta terça-feira (12), o projeto de autoria do poder executivo foi aprovado por unanimidade dos presentes.
“Procuramos o Sindicato dos Professores de Guarabira, e ficamos informados de que o projeto estava nas normalidades da lei. A presidenta Dilma Rousseff distribuiu o aumento de 7,97% e o prefeito Nado Mendes arredondou para 8%, vindo a beneficiar esta classe merecida”. Disse o parlamentar.
Mais uma vez, foi cobrado o médico para atender 24h o povo de Pilõezinhos.

Da Redação
Por Pedro Júnior

0 comentários:

Postar um comentário